Justiça julga improcedente pedido de sindicato de Criciúma (SC) contra a JBS

Justiça julga improcedente pedido de sindicato de Criciúma (SC) contra a JBS

Empresa conseguiu mostrar que está tomando os cuidados para evitar a contaminação

A JBS informou hoje que o Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região de Santa Catarina (TRT-SC) julgou improcedente a ação movida contra a empresa pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e região.

Documentos e evidências comprovaram que a empresa está adotando várias medidas de prevenção para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores”, informou a JBS.

De acordo com a companhia, os funcionários do abatedouro de aves em questão, em Nova Veneza (SC), receberam máscaras e álcool em gel. Medidas de segurança contra a disseminação do coronavírus, como o maior distanciamento nos refeitórios e nos ônibus que transportam os trabalhadores, também foram adotadas, segundo a empresa.

“Desde a chegada da pandemia ao país, a companhia reforçou os procedimentos de saúde e segurança das mais de 100 unidades que opera no país e tornou obrigatória a medição de temperatura dos colaboradores antes do ingresso em suas dependências”, acrescentou a JBS.

Em meados de março, o juiz da 4ª Vara do Trabalho de Criciúma chegou a determinar a paralisação da unidade de Nova Veneza, atendendo a um pedido do sindicato. Na época, a JBS recorreu e conseguiu reverter a decisão no TRT-SC.

Agora, a ação foi extinta e o sindicato terá de pagar R$ 50 mil em honorários advocatícios.

Fonte: Valor Econômico (https://glo.bo/35Ccky0)

 

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

Digite seu nome. Digite um e-mail válido. Digite sua mensagem.