Consumidora será indenizada por pedaço de osso encontrado em linguiça

Consumidora será indenizada por pedaço de osso encontrado em linguiça

A autora comprou o produto para preparar sanduíches e, ao comer um deles, teve dois dentes danificados pelo objeto existente no alimento.

A VRF Brasil Foods deverá indenizar em R$ 5.180, a título de danos morais e materiais, uma consumidora que encontrou um pedaço de osso em uma linguiça. O caso foi julgado pela desembargadora Denise Levy Tredler, da 19ª Câmara Cível do TJRJ.

Segundo a autora, ela comprou um pacote de linguiça calabresa da marca Perdigão para preparar sanduíches para seus familiares e, ao comer um dos lanches, teve dois dentes danificados por um pedaço de osso existente no produto. Afirma que entrou em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) da empresa, onde foi solicitado que enviasse a mercadoria para análise. Somente depois de alguns meses, recebeu um retorno com a informação de que não havia nada de errado com o alimento. Em 1ª instância, o pedido de indenização da impetrante foi negado.

Para a relatora, a requerente trouxe aos autos todas as provas de que dispunha para comprovar a veracidade das suas alegações. Porém, foi impossibilitada de produzir provas periciais, devido ao extravio do material por parte da acusada, que o solicitou antes do ajuizamento da ação.

Releva notar que o pedaço de osso causador dos danos à autora foi efetivamente entregue à ré, tendo sido extraviado pela empresa, fato que não pode ser utilizado em benefício da apelada, sob pena de se fomentar condutas prejudiciais aos princípios da boa-fé e da verdade real. Releva salientar, ademais, que mesmo se o pedaço de osso tivesse sido adicionado ao produto em momento posterior a sua fabricação, tal fato em nada alteraria a responsabilidade da empresa ré, haja vista a solidariedade prevista no artigo 18, do Código de Defesa do Consumidor. Logo, tanto o produtor, quanto o vendedor do produto têm a obrigação solidária de reparar os prejuízos causados ao consumidor, razão por que deve ser modificada a sentença, para que se condene a ré ao ressarcimento dos prejuízos suportados pela autora, relatou a magistrada na decisão.

Processo nº: 0001008-38.2011.8.19.0061

Fonte: TJRJ

Postagens Relacionadas

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário

Digite seu nome. Digite um e-mail válido. Digite sua mensagem.